PROWLIST - Integração HIS > Modalidade Médica.

Aplicativo para integração dos sistemas de gerenciamento hospitalares ou clinicos para as modalidades médicas com recursos nacionalizados.

Sobre o PROWList:


SOBRE:
O PROWList é uma robusta aplicação para integrar sistemas gerenciais hospitalares ou clinicos com os equipamentos médicos. Este processo permite que todo o agendamento do período seja transportado para as modalidades com as informações básicas do paciente agendado e seu exame.
A grande vantagem da nossa versão é a customização nacionalizada do produto nas condições utilizadas no país como nome e sobrenomes entre outros recursos.
A base de dados do produto é extremamente simples e poderá ser utilizada em conjunto com diversos aplicativos encontrados no mercado e para garantir possuimos também pequenas aplicações de integração XML.
Veja abaixo um simples projeto com a utilização deste recurso em redes DICOM:



Como observado no gráfico acima o disparo dos dados demográficos do paciente para o sistema de integração WORKLIST DICOM deverá ser no ato da entrada do Paciente para o exame, na maioria das vezes no comando ATENDER dos sistemas de gerenciamento.

IMPORTANTE:
Utilizar somente em equipamentos com suporte a REDES DICOM (Liberados).

PRINCIPAL FUNÇÃO DA APLICAÇÃO:
Integração dos sistemas hospitalares ou clinicos de agendamento e atendimento com as modalidades médicas.

VANTAGENS DA UTILIZAÇÃO DESTE PRODUTO:
Mais agilidade e segurança no posicionamento do cliente (Paciente);
Eliminação de erros ou trocas de informações do cliente (Paciente);

REQUISITOS HARDWARE:
Os projetos de integração com os equipamentos médicos deve ser visto de três formas:
Veja uma configuração básica para pequenos serviços de impressão com o uso de até 6 equipamentos integrados ao sistema.
PEQUENOS PROJETOS COM UMA ÚNICA MODALIDADE:
Processador igual ou superior ao INTEL core duo;
Memória igual ou superior a 4gb;
Sistema operacional WINDOWS XP ou WINDOWS 7 nas versões (Professional ou Ultmate) 32 Bits;
Volume : Até 100 exames dia.
PROJETOS COM A UTILIZAÇÃO DE ATÉ 5 MODALIDADES:
Processador igual ou superior ao INTEL I7 ou SUPERIOR;
Memória igual ou superior a 4gb;
Sistema operacional SERVER, WINDOWS XP,WINDOWS 7 nas versões (Professional ou Ultmate) 32 Bits;
Volume : Até 400 exames dia.
PROJETOS COM A UTILIZAÇÃO DE ATÉ 30 MODALIDADES:
Processador igual ou superior ao XEON;
Memória igual ou superior a 16gb;
Sistema operacional SERVER2003 ou superior (32 Bits ou 64 Bits);
Volume : Até 1200 exames dia.

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DO PRODUTO:
Integração com qualquer modalidade DICOM na versão 3.0;
Nacionalização do posicionamento do nome e sobrenome;
Aplicativo externo para manutenção na base de dados;
Recursos de filtragens por unidade para DATA CENTERS;
Recursos individuais por AET Solicitante (Campos, valores e modalidade);
Logs de eventos para verificação de leitura e saida dos registros;
Logs de eventos de communicação DICOM Script (SQL linguage);
Auditoria de todos os processos da aplicação.

REPRESENTANTES E VERSÕES OEM:
Criamos versões e condições especiais para representantes e parceiros de integração e serviços de OutSourcing.
Saiba mais sobre OEM ASL Informática.

OBS:
Disponibilizamos esta aplicação para avaliações em seu ambiente de trabalho no formato SHAREWARE.

Sobre a Integração:


INTEGRAÇÃO COM A BASE DE DADOS SQL SERVER:
A comunicação pela base de dados é a mais segura e eficiente, criamos varias versões da aplicação utilizando os principais bancos de dados do mercado, do ACCESS até o robusto ORACLE. Como já informado acima o PROWList é um simples aplicativo de comunicação entre os microcomputadores com as modalidades médicas, sua base de dados também é muito simples contendo somente as principais informações do paciente para registro nos equipamentos médicos.
A base esta limitada somente a algumas tabelas dependendo da versão com somente uma sendo referente a transição de registro do paciente.
Vejamos abaixo alguns exemplos e um documento em PDF para auxilia-lo na criação do processo de inserção, edição e exclusão dos registros.
TABELAS:
Ao contrário da versão INTERBASE e FIREBIRD a versão do SQL SERVER será criada após a instalação e execução do PROManager, este arquivo poderá ser aberto pelos sistemas de manutenção de dados como : EMS ou o Próprio aplicativo distribuido pela microsoft SQL Server Management Studio, estas aplicações favorecem a manutenção destes arquivos com segurança e apresentam uma forma agradavél de trabalho. Nesta versão o arquivo é gerado com um código inicial "WL_" para garantir a integridade se o usuário definir uma base de dados já existente em seu servidor, isto poderá ser bem util para integrar o produto PROWList com suas aplicações. (Veja mais detalhes entrando em contato)
...TABELAS DE APOIO DO ARQUIVO [WLDADOS.MDF]:
WL_EXAMROOM = Cadastro de salas de exames;
WL_STATUS = Cadastro de situações;
WL_USUARIO = Cadastro de usuarios.
...TABELAS DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DO ARQUIVO [WLDADOS.MDF]:
WL_SCHEDULEDAET = Cadastros dos equipamentos ligados ao sistema;
WL_MODALITY = Cadastro das modalidades inseridas no projeto;
WL_UNIDADE = Cadastro das unidades.
Obs : Estas tabelas são utilizadas de apoio ao sistema, e podem ser extremamente necessárias sua utilização, pois, alguns conceitos podem ser ativados na configuração dos recursos criados no sistema PROWList.SQL. Exemplo simplificado : Caso seja ativado o filtro por modalidade na aplicação os dados deverão ser inseridos na tabela MODALITY, pois sua consulta será necessária para realizar o serviço de filtragem.
...TABELA PRINCIPAL DO ARQUIVO [WLDADOS.MDF] :
WL_EXAMSSCHEDULED = Tabela dos agendamentos (Exames agendados).
Obs : Esta é a principal tabela da aplicação, nela deverá constar os registros completos para a integração com os equipamentos médicos, na versão atual utilizamos somente os campos mais usados pelos equipamentos médicos.

A TABELA WL_EXAMSSCHEDULED. (PRINCIPAL) :

Como veremos abaixo, alguns campos são obrigatórios e outros poderão ser inseridos valores padronizados pelos seus aplicativos, veja com atenção cada registro utilizado na versão atual do PROWList.SQL.

Obrigatório Registro Tipo Descrição Caso nulo
SIM ACCESSIONNUMBER STRING - 80 Pedido do exame O (Zero)
SIM PATIENTID STRING - 80 Prontuário do paciente Nunca
SIM SURNAME STRING - 80 Sobrenome Espaço
SIM FORENAME STRING - 80 Nome Nunca
NÃO TITLE STRING - 50 Titulo ( Sr., Sra, etc )  
SIM SEXO STRING - 1 Sexo   ( Masculino, Feminino ou Outros ) O (Letra O)
SIM DATEOFBIRTH DATETIME Data do nascimento 01/01/1900
SIM REFERRINGPHYSICIAN STRING - 80 Médico solicitante Espaço
SIM PERFORMINGPHYSICIAN STRING - 80 Médico executante Espaço
SIM MODALITY STRING - 3 Modalidade Nunca
SIM EXAMDATEANDTIME DATETIME Data e hora do exame Nunca
NAO EXAMROOM STRING - 50 Sala do exame  
SIM EXAMDESCRIPTION STRING - 100 Descrição do exame INDEFINIDO
NÃO STUDYUID STRING - 80 IDENTIFICAÇÃO UNICA ( GERADO APP )  
SIM PROCEDUREID STRING - 120 Identificação do processo do exame 1
SIM PROCEDURESTEPID STRING - 50 Identificação do passo do processo 1
NAO HOSPITALNAME STRING - 120 Instituição  
SIM SCHEDULEDAET STRING - 80 Equipamento de envio do exame ( Destino ) Nunca
SIM DONE STRING - 1 FLAG - PRONTO ( ATRIBUIR O N ) N
NÃO DATEDONE DATETIME Data da confirmação do exame no SERVIDOR  
NÃO MANUALINPUT STRING - 1 Processo de entrada manual ( N ou S )  
SIM ATIVO STRING - 1 Registro ATIVO ( ATRIBUIR O S ) S
NÃO DICOMSERVER_AET STRING - 50 Campo para utilização do DICOMSERVER  
NÃO LAUDO_ID NUMBER Campo de controle interno  
NAO STATUS STRING - 20 Campo de controle interno  
NÃO DATEINPUT DATETIME Data da inserção manual ou automática  
NÃO USERINPUTMANUAL STRING - 80 Usuário responsavel pelo cadastro manual  
NÃO EXAMID STRING - 20 Identificação do exame  
SIM LOCATION STRING - 80 Identificação do local do exame Espaço
NÃO CD_PEDIDO STRING - 80 Campo de controle exclusivo MTS  
NÃO CD_ATENDIMENTO STRING - 80 Campo de controle exclusivo MTS  
SIM UNIDADECENTRAL STRING - 20 Campo de controle da aplicação
UNIDADE DE ORIGEM  ( DATA CENTER )
"O" (Zero)
SIM UND INTEGER Campo de controle da aplicação
UNIDADE ( DATA CENTER )
O (Zero)
. . . . .

PROCEDURE NA BASE DE DADOS PARA O INSERT:
WL_INSERTEXAMSSCHEDULED Para agilizar o processo de integração com a inserção dos principais dados, o sistema possui na sua estrutura de base uma PROCEDURE de inserção chamada ( WL_INSERTEXAMSSCHEDULED ), este recurso esta disponivel nas versões mais atuais do projeto e poderá ser utilizada perfeitamente. Vejamos sua estrutura e um exemplo de uma inserção de dados:

Campo Descrição Exemplo  (Azul) Default  (Vermelho) Obrigatório
1 UND 0
2 UNIDADECENTRAL "0"
3 ACCESSIONNUMBER "0001"
4 PATIENTID "02394"
5 SURNAME " "
6 FORENAME "PAULO ROBERTO ANDRADES"
7 TITLE " "
8 SEX "M"
9 DATEOFBIRTH "01-03-1964"
10 REFERRINGPHYSICIAN "ALBERTO FREIRE"
11 PERFORMINGPHYSICIAN "JULIO MARIA"
12 MODALITY "RM"
13 EXAMEDATEANDTIME "01-03-2011 09:00:00"
14 EXAMROOM "SALA1"
15 EXAMDESCRIPTION "FACE"
16 STUDYUID ""
17 PROCEDUREID "1"
18 PROCEDURESTEPID "1"
19 HOSPITALNAME "VIRTUAL HOSPITAL"
20 PRSCHEDULEDAET "AET_RESSONANCIA1"
21 PROCEDURESTEPID "N"
22 ATIVO "S"
23 STATUS "CADASTRADO"
24 DATAINPUT "01-03-2011"
25 USERINPUTMANUAL " "
26 EXAMID "001"
27 LOCATION " "
28 CD_PEDIDO 0
29 CD_ATENDIMENTO 0
. . .

EXEMPLO UTILIZANDO O INSERT NA BASE DE DADOS:

WL_INSERTEXAMSSCHEDULED (0,"0","0001","02394"," ","CARLOS COGUMELO"," ","M","01-03-1964","PIETO CABANA","JULIO MARIA","RM","01-03-2011 09:00:00","SALA1","FACE","","1","1","VIRTUAL HOSPITAL","AET_RESSONANCIA1","N","S","CADASTRADO","01-03-2011"," ","001"," ",0,0)

Principal